• kikoms

Bolsonaro recebe ministro da Saúde após confirmação de novos casos de coronavírus



O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fez uma reunião de emergência com o presidente Jair Bolsonaro na manhã desta sexta-feira, no Palácio do Planalto. Na saída do encontro, Mandetta afirmou que o objetivo foi apresentar as últimas informações sobre os casos do novo coronavírus.  A secretaria estadual de Saúde da Bahia confirmou na manhã desta sexta-feira o nono caso de coronavírus no Brasil, o primeiro no Nordeste. Com isso, já são quatro os estados com casos confirmados no país.


A paciente, uma mulher de 34 anos que mora em Feira de Santana, a cerca de 120 quilômetros da capital, Salvador, retornou da Itália no último dia 25. O país é o principal epicentro de Covid-19 na Europa. Ela passou pela cidade de Milão, no norte italiano, que concentra grande parte dos casos.


Mandetta afirmou que as orientações passadas por Bolsonaro seguem as mesmas desde o início da epidemia: transmitir as informações de forma transparente e responsável.

— Sempre quando a gente tem essas mudanças de nível, eu sempre deixo o presidente a par. Ele está a par, está no comando de todos os ministérios. E as mesmas orientações que ele meu deu no início, converse com a população, transparência total nos dados, vamos transmitir calma para a população — relatou.


Enquanto a reunião ocorria, a Secretaria estadual de Saúde da Bahia confirmou o nono caso do país. Mandetta, no entanto, afirmou que os balanços do ministério só são divulgados uma vez ao dia, com números consolidados das secretarias:

— A gente fecha sempre às 16h com os números que vem das secretarias dos estados. Pode acontecer isso, de uma secretaria confirmar, mas no nosso balanço consolidado, que a gente fecha no final do dia, a gente fecha com as informações que vem dos estados.


Por volta da 11h desta sexta-feira, no entanto, o Ministério da Saúde confirmou o caso do novo coronavírus na Bahia.


O ministro ressaltou que a transmissão local é diferente da comunitária ou sustentada. O que há o Brasil é transmissão local, ou seja, um indivíduo contraiu o vírus de outra pessoa dentro do país. Já a transmissão sustentada ocorre quando não é possível mais rastrear a linha de transmissão do SARS-CoV-2.

— A gente já tem os casos de transmissão em São Paulo, oriundos daquele paciente, não é transmissão ainda comunitária, ou sustentada, como a gente chama — declarou o ministro.

Mandetta afirmou, ainda, que está em contato com parlamentares para tratar da possível necessidade de autorização de recursos adicionais para combater o vírus:

— Contatamos o Congresso, alertando que pode haver necessidade de recursos adicionais, tanto ao presidente da Câmara como o presidente do Senado. Estão todos a par.


Nordeste tem primeiro caso de Covid-19


Segundo a secretaria de Saúde da Bahia, as amostras da nova paciente diagnosticada com o novo coronavírus no Brasil foram coletadas em um hospital particular de Salvador e foram enviadas para a Fiocruz, que confirmou o diagnóstico positivo nesta sexta-feira. A mulher seria assintomática, assim como o quarto caso confirmado no Brasil, uma menina de 13 anos que também viajou à Itália.


Por conta disso, a nova víitma está cumprindo quarentena em casa, em Feira de Santana, e está sendo monitorada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA).


O governo baiano informou também que o estado nordestino notificou 73 casos suspeitos, dos quais 21 foram descartados por não se enquadrarem nos critérios do Ministério da Saúde e 29 acabaram excluídos por exames laboratoriais. Ao todo, 23 ainda aguardam análise.


É o primeiro caso de Covid-19 no Nordeste. Ontem, o Ministério da Saúde anunciou que o Brasil tinha oito casos confirmados do novo coronavírus. Até então, eram seis pacientes em São Paulo, um no Rio de Janeiro e um no Espírito Santo. O caso do Espírito Santo é de uma mulher de 37 anos que passou pela Itália.


Além disso, o país já registrou casos de transmissões internas, ou seja, contágios que não foram importados do exterior. Trata-se de duas pessoas que mantiveram contato com o primeiro paciente confirmado, um homem de 61 anos que tinha viajado para a Itália. Dos dois casos de transmissão local, um é parente do primeiro caso confirmado. O outro não é da família, mas manteve contato com o parente.




(Daniel Gullino)


30 visualizações
728X90.gif

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Blog Kiko Cangussu