• kikoms

Camelódromo e Feira Central paralisam atendimentos, Mercadão está aberto com restrições



O Centro Comercial Popular Marcelo Barbosa da Fonseca, conhecido popularmente como Camelódromo, por meio da Associação dos Vendedores Ambulantes (AVA); a Feira Central, por meio da Associação da Feira Central Cultural e Turística de Campo Grande/MS (Afecetur) vão paralisar suas atividades nas próximas semanas. Já o Mercadão Municipal, por meio da Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Campo Grande (Associmec) mantém as atividades, mas implantou um Plano de Ação – Contingência e Monitoramento COVID-19 que estabelece normas e procedimentos a serem seguidos com medidas de prevenção, controle e contenção da disseminação da doença. As medidas estão embasadas no Decreto n. 14.195, da Prefeitura de Campo Grande, que recomenda o fechamento de centros comerciais.


O Camelódromo permanecerá fechado por um período de 10 dias, entre 20 e 29 de março de 2020. No entanto, em atendimento às necessidades de seus clientes, alguns vendedores estarão atendendo via internet, WhatsApp ou telefone. A associação disponibilizou o telefone (67) 3382-6714 para sanar dúvidas.


Com relação à Feira Central, a Afecetur informa que as atividades serão suspensas pelo período de 15 dias, a contar do dia 19 de março de 2020.



Já o Mercadão Municipal continuará com suas atividades e atendimento aos seus clientes, uma vez que o local comercializa itens de primeira necessidade. Entretanto, o local implantou um Plano de Ação – Contingência e Monitoramento COVID-19 que estabelece normas e procedimentos a serem seguidos com medidas de prevenção, controle e contenção da disseminação da doença. A associação também disponibilizou duas linhas telefônicas para atendimento aos clientes que desejam informações relacionadas aos boxes, são elas (67) 3383-3157 e (67) 3026-3977.


Ainda de acordo com o Mercadão Municipal, cerca de 70% a 80% dos comerciantes do local realizam entregas.


Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana, Luís Eduardo Costa, é necessário oportunizar a ampla divulgação de informações relacionadas aos atendimentos à população.


“É importante o campo-grandense saber quais locais estão em funcionamento e quais não estão. Bem como, quais locais estão disponibilizando os serviços de delivery, para assim evitar a circulação de pessoas nas ruas. Precisamos ter todo o cuidado necessário”.




(CGN)

0 visualização
728X90.gif

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Blog Kiko Cangussu