• kikoms

Casos suspeitos de coronavírus em SP passam de 163 para 130



Boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde informou nesta terça-feira (3) que o número de casos suspeitos do novo coronavírus passou de 163 para 130. Os dois pacientes infectados pela doença, únicos confirmados no País até o momento, passam bem, mas ainda apresentam sintomas e permanecem em isolamento.


O Coordenador de Controle de Doenças da pasta, Paulo Menezes, disse que nas últimas 24 horas quase 60 casos suspeitos da doença foram descartados.


“De ontem para hoje, 56 foram descartados, porque tiveram exames negativos para o coronavírus e tivemos 23 novas notificações. Os casos suspeitos que tínhamos de contactantes com os casos confirmados foram descartados. [Os pacientes infectados] estão evoluindo bem, mas ainda apresentam alguns sintomas que pedem isolamento domiciliar.”

Os dados foram apresentados após reunião do Centro de Contingência de coronavírus do governo do Estado de São Paulo.


O secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann, afirmou que dois mil profissionais da rede já foram capacitados para lidar com a doença e que uma campanha nos veículos de comunicação sobre o Covid-19 vai começar a ser veiculada nesta terça-feira.


Durante a coletiva, o secretário e o coordenador do Centro de Contingência, o infectologista David Uip, defenderam que a Organização Mundial da Saúde (OMS) passe a classificar a situação como uma pandemia.“Se ele [coronavírus] está nos cinco continentes, é porque é pandêmico. Nesse sentido, de fato, estamos esperando que rapidamente a OMS coloque isso”, disse Germann.


Já Uip ressaltou que “pleiteia que se torne uma pandemia”. “O secretário e o Ministério da Saúde pleiteiam, mas quem determina é a OMS”, completou.

De acordo com Menezes, a mudança na classificação faria com que os critérios de avaliação dos casos suspeitos deixasse de ter como base a procedência dos pacientes.


Ele afirmou ainda que, caso o vírus passe a ser transmitido de pessoa a pessoa no Brasil, os critérios também serão atualizados “Se estiver circulando entre a população, será pela sintomatologia, pela gravidade e não mais pelo critério de procedência de onde o vírus está circulando.”


Em coletiva nesta segunda-feira (2), a OMS pediu calma e informou que é possível desacelerar a epidemia. O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, comparou a doença com a influenza comum.




(JP)

15 visualizações
728X90.gif

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Blog Kiko Cangussu