• kikoms

Sarampo: Unidades de Saúde ficam abertas até 17h para imunização



Aconteceu na manhã deste sábado (15) o lançamento oficial do Dia D da campanha de imunização contra o sarampo. A campanha vai até o dia 13 de março e todas as 71 unidades de saúde ficarão abertas hoje, até às 17h.


Essa é a primeira etapa da campanha de combate ao sarampo, que só pode ser evitado através da imunização pela tríplice viral – que protege do sarampo, rubéola e coqueluche. O foco dessa etapa são as pessoas de cinco a 19 anos que possuem uma ou nenhuma dose da vacina.


O prefeito de Campo Grande, Maquinhos Trad, alerta para a necessidade da imunização da população. “A função da administração pública é fornecer as doses, por isso hoje estamos com todas as nossas unidades abertas, se não fosse importante, não estaríamos fazendo esse convite aos pais, já que essas crianças são pequenas e ainda não sabem o motivo dessa imunização”, conclui.


Para o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho, a situação precisa de atenção redobrada. “Fica aqui meu apelo a toda a população e aos servidores das unidades, que precisam mobilizar os pais, tios e cuidadores dessas crianças, porque estamos vivendo uma epidemia no país, se cruzarmos a nossa divisa, São Paulo foi o local onde tivemos a maioria dos casos no país, e agora está migrando para o Paraná, e não podemos deixar que isso aconteça aqui também”, suplica.


Ele lembra que em 2019 foram notificadas 36 suspeitas de sarampo na cidade e somente um foi confirmado, que se trata de uma criança que viajou com a família para o estado de São Paulo. “Foi feito todo o bloqueio vacinal da doença para que ela não se espalhasse”, relembra o secretário.



A dona de casa Luciana Regina Seles, de 44 anos, não perdeu tempo e, mesmo acreditando que todas as vacinas do neto Samuel, de 11 anos, estavam em dia, resolveu passar na UBSF Jardim Paradiso para tirar a dúvida. “Ele já tomou inclusive a do HPV.


Mesmo achando que ele já tomou todas as vacinas, achei melhor trazê-lo aqui para confirmar e caso não tivesse tomado já aplicar a que faltasse”.


Ao checar a caderneta de vacinação do menino, a suspeita de Luciana foi confirmada, o neto não precisou tomar a vacina, já tinha sido imunizado aos 12 meses e tomado o reforço quando completou 15 meses.


Combate ao sarampo


No total, Campo Grande tem 39.230 pessoas nessa faixa etária. O Ministério da Saúde estima que cerca de 20% dessa população necessita de pelo menos uma dose do imunobiológico. A vacina é dada às crianças que completam 12 meses e um reforço é dado aos 15 meses de idade.


Desde 2019, o Governo Federal estipulou também a “Dose Zero” para que crianças com idades entre seis meses a menores de um ano tomem a vacina. Elas eram as maiores vítimas do surto que acontece no país. A primeira etapa da campanha foi lançada em outubro, com imunização de crianças entre um e cinco anos.


Em novembro, uma segunda etapa aconteceu para atender a outra faixa etária que concentrava um número elevado de casos confirmados: aqueles que possuíam de 20 a 29 anos. Para essa primeira etapa de 2020, devem procurar a unidade mais próxima de casa aquelas pessoas que se enquadram na faixa etária estabelecida e que não lembram ou não possuem uma ou nenhuma dose da vacina.




(CGN)

0 visualização
728X90.gif

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Blog Kiko Cangussu