• kikoms

Temporal deixa ao menos dez mortos na Baixada Santista, entre eles um bombeiro



Um temporal durante a madrugada desta terça-feira deixou ao menos dez mortos na Baixada Santista, no litoral de São Paulo. Uma pessoa permanece desaparecida, segundo a Defesa Civil do Estado.


As fortes chuvas atingiram principalmente as cidades de Guarujá, Santos e São Vicente. De acordo com o Corpo de Bombeiros, um dos mortos é um oficial que atuava durante um resgate no Guarujá enquanto trabalhava no resgate no Morro do Macaco. No local, morreram também uma mãe e um bebê. Outro bombeiro está soterrado. Outras duas pessoas morreram na região da Enseada, em Guarujá.


Em São Vicente, um casal de idosos foi soterrado no Morro dos Barbosas. Em Santos, uma mulher morreu após um deslizamento no Morro do Tetéu.


Nas redes sociais, o governador João Doria enviou solidariedade aos moradores da Baixada Santista.



—  Lamentavelmente, até o momento, há 9 mortos (até o momento da postagem do governador) confirmados. Temos um herói do Corpo de Bombeiros entre as vítimas. A Defesa Civil, Bombeiros e PM estão dando suporte às prefeituras — afirmou Doria.


Segundo a Defesa Civil, o coronel Walter Nyakas Junior foi para a Baixada Santista para reunião com prefeitos e avaliação da destruição na cidade.


Em comunicado, o órgão afirmou que o acumulado de chuva nas últimas 12 horas no Guarujá chegou a 282 mm de chuva. Em Santos, o total foi de 218 mm e em São Vicente, 169 mm. Como padrão de comparação, o volume esperado para todo o mês de março em Santos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, é de 257 mm.


A previsão para esta terça-feira é de mais chuvas no litoral após a formação de uma área de baixa pressão e da circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera, diz a Defesa Civil.


A chuva causou a queda de quatro barreiras, duas na Rodovia Rio-Santos e outras duas na estrada Guarujá-Bertioga.




(O Globo)

9 visualizações
728X90.gif

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2020 Blog Kiko Cangussu