Índios invadem prédio do Ministério da Saúde, contra mudanças na saúde indígena

August 12, 2019

 

Um grupo de indígenas invadiu na manhã desta segunda-feira (12) o prédio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde, em Brasília (DF). A manifestação contra a extinção da Sesai e pela troca de sua gestão faz parte da 1ª Marcha das Mulheres Indígenas que, desde ontem (11) concentra seus acampamentos no gramado da Funarte, reunindo 115 etnias diferentes.

 

Em defesa do subsistema de atenção à saúde indígena, os manifestantes acessaram o 4º andar do prédio, fizeram danças, cantaram, e gritaram “Fora Sílvia”, pedindo a saída da titular da Sesai, Silvia Waiãpi. O protesto se concentrou diante da porta de acesso à sala da secretária.

 

A invasão do prédio foi seguida de uma ordem para que todos saíssem, para que o prédio fosse ocupado durante todo o dia. E servidores acionaram a Polícia Militar, que reforça a segurança no local.

 

A extinção da Sesai foi anunciada em 20 de março deste ano pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, entre as mudanças na pasta, que também incluem a municipalização dos serviços de saúde para os povos indígenas.

 

Segundo a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), a mudança pode não assegurar a diversidade no atendimento. “Não vamos aceitar a municipalização da saúde indígena. Nós, mulheres, não temos a obrigação de aceitar qualquer imposição que venha destruir a nossa saúde, a nossa vida”, disse a coordenadora nacional da APIB, Sônia Guajajara.

 

 

 

(DP)

Please reload

RSS Feed