PF mira ex-presidente do STJ que anulou operação contra a Camargo Corrêa

November 7, 2019

 

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (7/11), uma operação contra alvos acusados de atuarem para anular a operação Castelo de Areia mediante o pagamento de propina. Um dos alvos é o ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro aposentado Francisco Cesar Asfor Rocha. As ações tem como base a delação do ex-ministro Antonio Palocci.

 

De acordo com as investigações, a empreiteira Camargo Corrêa, que era alvo da Castelo de Areia fez repasses ilegais para agentes públicos. Na ocasião, a operação apurava os crimes de fraude à licitação, corrupção, lavagem de dinheiro envolvendo a construtora e políticos.

 

Em 2010, Asfor Rocha aceitou um pedido de habeas corpus e suspendeu as atividades de investigação, determinando que ações penais fossem suspensas até decisão sobre a origem das provas colhidas pela PF. No ano seguinte, a 6ª Turma do STJ suspendeu de vez a operação. 

 

Na ação desta quinta-feira, batizada de Operação Appius, a PF apura os crimes de corrupção passiva e corrupção ativa, além de lavagem de dinheiro e ocultação de ativos. De acordo com Antonio Palocci, a ex-presidente Dilma Rousseff sabia do esforço para derrubar a operação no STJ, e em uma reunião na casa dela, a petista teria dito que a Camargo Corrêa pagaria R$ 50 milhões para sua campanha em troca da ajuda do governo para anular as investigações.

 

 

 

(Renato Souza)

Please reload

RSS Feed