Flamengo e River Plate decidem Libertadores em Lima

November 23, 2019

 

Apoiado por milhares de torcedores em Lima, no Peru, o Flamengo tentará acabar com o jejum de 38 anos e enfim voltar a levantar a taça da Copa Libertadores. Com um elenco milionário e comandado pelo técnico português Jorge Jesus, o rubro-negro encara o River Plate neste sábado (23), às 16h (MS), na capital peruana, na primeira edição do torneio continental com decisão em jogo único. 

 

A expectativa é repetir o feito de Zico, Andrade, Junior Adílio e companhia, que em 1981 ergueu de maneira inédita o troféu do torneio. Na ocasião, a decisão aconteceu em melhor de três jogos contra o Cobreloa (leia os detalhes na coluna da página 2). 
 

Diferentemente daquela época, o Flamengo mudou o planejamento de revelar seus talentos na base e no atual time titular ninguém começou na Gávea. Ao contrário de nomes do time de 1981, como Leandro, Júnior, Andrade, Adílio e Zico, formados em casa.

 

A mudança de estratégia, no entanto, demorou para agradar os torcedores. No primeiro semestre o Flamengo causava desconfiança. A parada da Copa América, a chegada dos laterais Rafinha e Filipe Luis e, especialmente, a contratação do técnico Jorge Jesus, foram fundamentais para o rubro-negro se tornar o time a ser batido.

 

Longe de casa 

 

Mesmo distante do Rio, o Flamengo sabe que terá o apoio da torcida na capital peruana. "A gente sente o carinho, o respaldo de todo torcedor. Essa torcida é maravilhosa e única. A gente tem que estar tranquilo porque não pode entrar no jogo de forma diferente do que vem fazendo durante todo o ano", afirma o meia uruguaio Arrascaeta.

 

Lima está bastante movimentada pela presença de torcedores do Flamengo e os jogadores já sentiram esse apoio mesmo antes de deixar o Brasil, no Rio, quando uma multidão seguiu a delegação até o aeroporto. "Acho que foi uma coisa histórica, um feito histórico da torcida Não posso falar porque não lembro de anos anteriores, mas foi emocionante o que aconteceu", afirmou o goleiro Diego Alves. 

 

Equilíbrio 

 

O Flamengo chega embalado para a decisão com uma invencibilidade que já dura três meses e meio. A escalação não é mistério para ninguém. Do outro lado, o River Plate vai em busca do bicampeonato (e o quinto título de sua história). 

 

Em sua terceira final de Libertadores nos últimos cinco anos - foi campeão nas duas vezes que foi à final -, o técnico Marcelo Gallardo elogiou o Flamengo e previu equilíbrio no duelo. "Considero que estamos competindo por uma conquista que as duas equipes chegam em ótimas condições na final. Parece que temos boas chances para conseguir. Única coisa que espero é que seja um bom espetáculo de futebol”. 

 

Escalação

 

Flamengo 

 

Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí, Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Éverton Ribeiro, Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. 

Técnico: Jorge Jesus.

 

River Plate 

 

Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Casco; 

Enzo Pérez, De La Cruz, Nacho Fernández, Palacios; Matias Suárez e Borré. 
Técnico: Marcelo Gallardo.

 

Árbitro: Roberto Tobar (Chile). Local: Estádio Monumental, em Lima, no Peru, às 16h de Mato Grosso do Sul. Transmissão da TV Morena.

Please reload

RSS Feed